Saiba como manter o peso ideal

Saiba como manter o peso ideal

Na teoria manter o peso ideal parece muito simples, mas, na prática, nem tanto. A verdade é que sem comprometimento e disciplina é praticamente impossível evitar o efeito sanfona. Então, se quer continuar com o corpo que você sempre sonhou e com a saúde em dia, é preciso se atentar a alguns cuidados.

Muitas pessoas decidem que estão acima ou abaixo do peso ideal e começam uma transformação radical na alimentação. No entanto, é preciso ter em mente que o peso certo para o seu corpo não é você quem define, existem técnicas e ferramentas com bases científicas que podem ajudá-lo a encontrá-lo.

A técnica mais conhecida é o cálculo do IMC. Trata-se de um índice de massa corporal recomendado pela Organização Mundial de Saúde. Para chegar ao resultado, o peso é dividido pela altura elevada ao quadrado, ou seja, você multiplica sua altura por ela mesma e depois divide seu peso pelo resultado da última conta.

O IMC pode trazer os seguintes resultados:

IMC Resultado
Menos do que 18,5 Abaixo do peso
Entre 18,5 e 24,9 Peso normal
Entre 25 e 29,9 Sobrepeso
Entre 30 e 34,9 Obesidade grau 1
Entre 35 e 39,9 Obesidade grau 2
Mais do que 40 Obesidade grau 3

A seguir, confira dicas para alcançar e manter o peso ideal. Acompanhe.

Bons hábitos para manter o peso ideal

Entre as boas práticas para a manutenção do peso correto, destacam-se:

1. Alimentação

Ela é e sempre será o carro-chefe quando o assunto é saúde e peso ideal. Nada de períodos de dietas malucas, o que você precisa é criar o hábito de fazer as escolhas certas na hora da refeição. Para uma dieta personalizada para o seu objetivo, consulte o nutricionista, mas, de modo geral, você pode começar optando por:

  • Prestar atenção nas suas escolhas e na quantidade de alimentos que está ingerindo. A base da pirâmide do peso saudável é constituída por vegetais e frutas, os quais você pode comer o quanto quiser. A pirâmide encoraja o consumo de carboidratos de grãos integrais, fontes magras de proteínas, tais como legumes e peixes e gorduras não saturadas, saudáveis para o coração.
  • Para simplificar, os vegetais e as frutas devem constituir cerca de metade do consumo diário, com carboidratos representando cerca de um quarto do espaço. O espaço restante geralmente é para proteínas e derivados do leite.
  • Por fim, não se esqueça de ingerir líquidos, como água, água de coco e sucos naturais.

    2. Atividades físicas

Aliar alimentação saudável a exercícios físicos é a chave do sucesso. E, para que esse momento não seja uma tortura, é preciso encará-lo como um hobby e não uma obrigação. Por isso, escolha o que tem mais a ver com o seu objetivo e com o seu estilo de vida. Caminhada, corrida, musculação, natação, luta, dança… Vale tudo, o que não pode é ficar parado e sedentário.

Não se esqueça de contar com a ajuda de um profissional capacitado para auxiliá-lo em suas atividades físicas. Lembre-se de que um exercício malfeito pode lhe render problemas de saúde ao invés de ajudá-lo.

3. Saúde em dia

Nem sempre um corpo com peso ideal é um corpo saudável. Por isso, preocupe-se em realizar consultas e exames frequentemente. Colesterol, glicose, hemograma, urina, entre outros, são exames que podem ser realizados periodicamente para avaliar a sua saúde de modo geral.

Quer saber como está o seu peso e a sua massa corporal? Então, clique aqui e faça a sua avaliação agora mesmo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *