O prato ideal do paciente bariátrico: o que comer e o que evitar

O prato ideal do paciente bariátrico: o que comer e o que evitar

Em agosto de 2021, a Dra. Margaretth Arruda, nutricionista e vice-diretora do Instituto de Medicina Sallet, teve como convidada a Dra. Bruna Montanher Vasques, nutricionista especializada em obesidade e emagrecimento e fitoterapia para uma live no canal @institutosallet do Instagram.

Durante o encontro, as profissionais debateram a alimentação e recomendações sobre os pratos ideais para os pacientes bariátricos. A conversa trouxe uma série de informações para quem realizou ou pretende realizar uma cirurgia bariátrica, além de esclarecimentos para as principais dúvidas dos pacientes.

Confira os principais pontos abordados no evento sobre o prato ideal para o paciente bariátrico.

Há grandes restrições alimentares após a cirurgia bariátrica?

Não há tantas restrições, mas é recomendado fazer melhores escolhas para manter a perda de peso e a boa saúde.
Na verdade, a quantidade do alimento é menos importante de ser considerada do que a qualidade nutricional do que é posto em seu prato.

E qual é uma alimentação mais saudável para o paciente bariátrico?

A alimentação saudável ocorre quando o paciente consegue equilibrar qualidade nutricional em todas as refeições, combinando variedade de alimentos e priorizando aqueles in natura aos processados.
Assim, quanto mais se descascar e menos cozinhar e desembalar, mais qualidade e saúde você terá na alimentação.

Por que é importante melhorar hábitos alimentares antes da cirurgia bariátrica?
Toda a mudança exige comprometimento. Assim, começar a melhorar a alimentação mesmo antes da cirurgia bariátrica ajudará a enraizar novos e melhores hábitos alimentares. Isso inclui realizar as refeições respeitando intervalos regulares e tratar eventuais casos de compulsão antes da cirurgia.

É preciso lembrar que a cirurgia bariátrica não faz milagre — os resultados se manterão com a mudança de estilo de vida do paciente, e os novos hábitos precisam ser incorporados ainda no pré-operatório.

O que muda na alimentação do paciente bariátrico próximo à realização da cirurgia?

Os 15 dias que antecedem o procedimento exigem mais adaptações, visto que é um período de preparo cirúrgico. Por esse motivo, é necessário diminuir a gordura do fígado e a gordura visceral. E, para isso, será necessário adotar uma dieta mais pastosa e sem resíduo.
É importante destacar que será necessário fazer um jejum de 12 horas antes da cirurgia bariátrica.
Esses cuidados também ajudarão a facilitar e agilizar a cirurgia e, ainda, beneficiar o pós-operatório do paciente, tais como reduzir riscos de fístulas, Dumping ou problemas e crises que demandem maior tempo de internação hospitalar.

Como é a alimentação do paciente bariátrico no período imediato pós-operatório?

A dieta de quem acabou de realizar uma cirurgia bariátrica será mais restritiva e líquida nesse momento. Com o passar do tempo, haverá uma evolução na consistência dos alimentos, até que a cirurgia complete os 30 primeiros dias.

Quando o paciente bariátrico poderá ingerir alimentos mais sólidos?

Será feita uma avaliação pela equipe multidisciplinar de especialistas, quando será considerada a necessidade de suplementação para o paciente e, também, qual a textura dos alimentos e como poderão ser ingeridos.

Após cerca de três meses da cirurgia, a cicatrização interna deverá estar concluída. Então, poderá haver a liberação para consumo de alimentos de consistência mais fibrosa e sólida.

Nesse momento, a equipe também orientará o paciente sobre os bons hábitos alimentares em sua nova rotina. Isso incluirá um foco na ingestão de proteínas — frango, carne vermelha, peixe, ovo e suplementos.

Há também a introdução de verduras e legumes, prioritariamente crus, para aumentar a saciedade e consumo de fibras alimentares.

Há um peso ou composição de prato ideal para o paciente bariátrico?

O prato do paciente bariátrico deve priorizar proteínas, depois saladas, grãos/leguminosas e, posteriormente, carboidratos.

A recomendação é que se utilize prato e talheres de sobremesa para servir essas porções. Um exemplo seria: uma colher de sopa de arroz, uma colher maior de salada e outra de carne.

Em exemplos práticos, seria algo como:

50% do seu prato deve ser composto de proteínas, optando sempre pelas opções pobres em gordura;
30% deve ser reservado para frutas e vegetais, responsáveis por fornecer vitaminas, fibras e minerais para o organismo;
20% do prato estará reservado aos carboidratos.

Quer saber quais alimentos são indicados em cada fase do tratamento bariátrico? Assista à íntegra da live e descubra!

Se você realizou ou pretende realizar uma cirurgia bariátrica e ainda tem dúvidas de qual é o prato ideal nas diversas fases do tratamento, escreva para nós! Suas dúvidas serão respondidas por nossa equipe.

Compartilhe e deixe seus comentários.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *