Outubro Rosa: prevenção ao câncer de mama e cuidados com a obesidade

A prevenção ao câncer de mama passa também pelo controle de peso. Confira dicas para cuidar da saúde no Outubro Rosa e além!

Em diversos países ocorre, tradicionalmente no décimo mês do ano, a campanha de conscientização de prevenção ao câncer de mama. O Outubro Rosa, como é popularmente conhecido, é uma iniciativa que envolve médicos, autoridades públicas e toda a sociedade sobre a importância do diagnóstico precoce, do autoexame e da adoção de hábitos de vida mais saudáveis.

O que muitas pessoas não sabem é que a obesidade pode influenciar nesse tipo de quadro. Um estudo feito entre mulheres na pós-menopausa mostram que aquelas que são obesas têm um aumento de 20% a 40% no risco de desenvolver câncer de mama em comparação com as que apresentam peso normal.

Continue a leitura e saiba porque a obesidade pode agravar o risco de câncer de mama e confira dicas de cuidados para a saúde da mulher.

Prevenção ao câncer de mama: qual é a relação com a obesidade?

Há diversas razões que ajudam a explicar como a obesidade pode aumentar os riscos de alguns tipos de câncer, como o de mama.

Um dos principais motivos é que o excesso de peso faz com que o corpo produza e circule mais estrogênio e insulina, hormônios que, em concentração anormal, podem estimular o desenvolvimento de câncer de mama, endométrio, ovário e outros.

Além disso, a inflamação crônica de baixo nível é mais comum em pessoas obesas (principalmente se tiverem mais gordura no abdômen), e está associada a um risco aumentado de câncer.

Uma outra pesquisa da Universidade do Estado do Rio de Janeiro (UERJ) identificou indícios de que pacientes obesos podem apresentar quadros mais agravados de câncer de mama em razão da eliminação de fluídos das células de gordura na corrente sanguínea, o que pode desencadear um processo inflamatório ou tornar um caso de câncer de mama ainda mais severo.

Outubro Rosa e a prevenção ao câncer de mama

Como vimos, é importante estabelecer uma relação entre controle de peso e prevenção ao câncer de mama. Assim, neste Outubro Rosa, é fundamental destacar o cuidado integral quando falamos sobre a saúde da mulher.

Dentro da campanha, a conscientização pelo diagnóstico precoce também é vital para evitar agravamentos no caso e possibilitar melhores chances de sucesso no tratamento iniciado.

Além disso, a prevenção ao câncer de mama passa também pela adoção de hábitos mais saudáveis –​ como limitar o consumo de álcool e a prática regular de atividades físicas.

A seguir, saiba mais sobre alguns dos principais cuidados de prevenção ao câncer de mama.

  • Faça o autoexame e mamografia
    A identificação precoce pode salvar vidas e facilitar o tratamento de qualquer problema quando identificado no início. Assim, é fundamental que a mulher faça o autoexame por meio de toque e que, a partir dos 40 anos, faça o exame preventivo – a mamografia – com orientação médica.

Caso exista histórico familiar, a recomendação é realizar anualmente esse exame a partir dos 35 anos de idade.

  • Mude seus hábitos
    Mudanças no estilo de vida trazem benefícios adicionais além de seu potencial para prevenção ao câncer de mama, incluindo melhorias nos parâmetros metabólicos, redução no risco de comorbidades (como diabetes e doenças cardíacas) e melhora do funcionamento do organismo de maneira geral.

Além de parar de fumar, é importante limitar ou evitar o consumo de álcool, praticar regularmente atividades físicas e seguir um padrão alimentar saudável.

  • Controle seu peso
    Obter e manter um peso saudável é importante para reduzir o risco de câncer e outras doenças crônicas.

Diversos estudos forneceram evidências consistentes de que pessoas que têm ganho de peso menor durante a idade adulta apresentam riscos menores de câncer de cólon, rim e – para mulheres na pós-menopausa – de câncer de mama, endométrio e ovário.

Outra evidência importante nesse sentido vem de estudos de pessoas que se submeteram à cirurgia bariátrica. Mulheres obesas que realizaram o procedimento apresentarem riscos menores de cânceres relacionados à obesidade do que pacientes obesas que não passaram pela cirurgia.

Agende uma consulta. Faça uma avaliação de sua saúde com nossa equipe e previna-se contra o câncer de mama e outras doenças associadas à obesidade!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *