Obesidade infantil: como prevenir seus filhos contra ela?

A obesidade é um dos grandes problemas da atualidade, o que oferece grandes riscos também para o público infantil. Isso porque hoje, conforme dados da Organização Mundial de Saúde (OMS), cerca de 41 milhões de crianças com menos de 5 anos estão acima do peso – um número que preocupa especialmente aos pais. E é a esses que cabe a responsabilidade de garantir melhores hábitos para promover a saúde dos pequenos, inclusive no que diz respeito a evitar a obesidade infantil.

Para ajudá-lo nisso, neste artigo, apresentaremos algumas dicas de como evitar que seu filho sofra com a obesidade infantil. Confira a seguir.

1. Faça exames de acompanhamento

A obesidade é uma doença, como várias outras, e merece a devida atenção. Por isso, desde a gravidez, é preciso acompanhar possíveis pré-disposições do bebê em desenvolver esse tipo de distúrbio.

Lembrando de que como os aspectos nutricionais da mãe têm influência direta sobre o desenvolvimento do feto, é preciso manter durante a gestação uma dieta equilibrada. Ainda, se qualquer tendência for identificada, é preciso redobrar a atenção nas rotinas alimentares.

2. Invista na boa alimentação das crianças para evitar a obesidade infantil

A boa alimentação é o segredo para uma vida saudável e uma das maiores aliadas na prevenção à obesidade infantil. Mantendo uma dieta balanceada, rica em nutrientes e livre de gorduras e açúcares, é possível controlar o peso dos pequenos e preservar a sua saúde.

O recomendado para isso é beber muita água, além de consumir frutas, verduras, legumes e carnes magras. Construindo esses hábitos desde cedo se torna muito mais fácil manter uma rotina mais prática contra a obesidade.

3. Incentive seus filhos a praticarem exercícios físicos

Os exercícios físicos atuam de forma importante no organismo, desde a infância – o que resulta em uma necessidade de incluir essas práticas também no cotidiano das crianças.

Sendo assim, incentive seus pequenos à prática de diferentes atividades – natação, dança, lutas, vôlei e futebol são alguns bons exemplos que podem ser adotados na rotina. Mas, claro, a melhor escolha dependerá dos gostos e das habilidades de cada criança.

4. Trabalhe a saúde mental de seu filho

Muitas crianças têm a obesidade atrelada a fatores emocionais, o que revela a importância de um bom acompanhamento psicológico desde os primeiros meses de vida. Se o seu pequeno apresentar determinada resistência ou fraqueza emocional, não deixe de procurar a ajuda de um psicólogo especialista. No longo prazo, essa debilidade pode se transformar, causando inúmeros prejuízos à criança – dentre esses, o desenvolvimento da obesidade infantil.

A obesidade infantil é mesmo muito grave e pode prejudicar a saúde e o desenvolvimento das crianças – especialmente quando não controlada. Dessa forma, se o seu filho apresenta alguma tendência a desenvolver esse tipo de doença, não deixe de investir em ações de controle e prevenção.

Garantindo uma rotina saudável, composta por uma alimentação balanceada e por exercícios físicos regulares, você já está fazendo muito pela prevenção da obesidade infantil. Ainda, não deixe de realizar acompanhamento médico e investigar quaisquer sintomas diferentes na rotina dos pequenos. Seu filho precisa de cuidado desde os meses iniciais: pense nisso e garanta a saúde e o bem-estar dele no longo prazo!

E para manter-se sempre informado sobre boas práticas para prevenir a obesidade e outros problemas, acompanhe o nosso canal no YouTube.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *