O papel do endocrinologista na cirurgia bariátrica

Na cirurgia de redução de estômago, diversos profissionais integram a equipe transdisciplinar responsável pelo paciente e o endocrinologista é um deles. Por isso, descubra o papel do endocrinologista na cirurgia bariátrica.

Afinal, qual é o papel do endocrinologista na cirurgia bariátrica?

A cirurgia bariátrica é uma aliada no emagrecimento saudável e no combate à obesidade e doenças metabólicas e, segundo pesquisa divulgada pela Sociedade Brasileira de Cirurgia Bariátrica e Metabólica, no Brasil foram realizadas mais de 100 mil cirurgias desse tipo somente na rede privada de saúde durante o ano de 2017.

Um dos profissionais que acompanham esses pacientes que realizaram a bariátrica é o endocrinologista, que tem como papel avaliar se o paciente está apto e compensado para a cirurgia sob o ponto de vista metabólico e hormonal (curva de peso, perfil glicêmico, hormônios tireoidianos, sexuais e de crescimento e outros).

Ou seja, o endocrinologista é responsável por acompanhar o paciente em todas as fases operatórias a fim de garantir que o procedimento seja realizado em um paciente bem monitorado e controlado, aumentando assim as possibilidades de uma cirurgia mais eficiente e com bons resultados.

Papel do endocrinologista na cirurgia bariátrica – antes do procedimento

Atualmente, o Conselho Federal de Medicina (CFM) define algumas regras para realizar a cirurgia de redução de estomago, uma delas é o IMC (Índice de Massa Corpórea). A cirurgia pode ser indicada para pessoas com IMC acima de 40kg/m2. E também para pessoas com IMC acima de 35kg/m2, portadores de comorbidades (presença de duas ou mais doenças relacionadas a obesidade que possam levar a morte).

No pré-operatório, o endocrinologista faz a avaliação clínica do paciente, avaliando o controle das comorbidades associadas e verificando se ele está apto ou não para a intervenção cirúrgica.

Através da análise de alguns exames como glicemia, hemoglobina a1c, peptídeo C, insulina, TSH, T4 livre, perfil lipídico, hemograma, vitamina B12, sorologias, função renal e hepática entre outros, o especialista pode auxiliar a equipe transdisciplinar ao definir o momento mais seguro de submeter o paciente à cirurgia bariátrica.

De forma prática, é o endocrinologista que, em pré-operatório, atua diretamente no:

  • Controle do diabetes, do colesterol e triglicérides altos;
  • Problemas na tireoide;
  • Alterações na glândula suprarrenal;
  • Alterações na hipófise;
  • Verifica a presença de distúrbios endócrinos, como deficiência hormonal, níveis de hormônios em excesso, de tumores nas glândulas endócrinas;
  • Realiza o diagnóstico e controle de hipotireoidismo e hipertireoidismo.

Papel do endocrinologista – depois do procedimento

O pós-operatório é uma das etapas mais longas e difíceis para o paciente pois há um desgaste emocional e físico muito grande. E o papel do endocrinologista na cirurgia bariátrica e da equipe transdisciplinar é orientar, apoiar e ser um agente facilitador ao paciente para que assim o resultado do procedimento seja positivo.

Algumas das atribuições do endocrinologista após a realização da cirurgia bariátrica:

  • Orientar e ajustar os medicamentos necessários no pós-operatório;
  • Analisar de perto mudanças no metabolismo do paciente;
  • Auxiliar no controle do peso;
  • Solicitar exames de glicemia, colesterol e hormonais.
  • Monitorar a remissão ou melhora de doenças metabólicas como o diabetes

Assim, os esforços devem ser direcionados desde o pré-operatório no sentido de prevenir as complicações precoces e tardias, sendo principal fator de sucesso a adesão ao seguimento vitalício, o que pode ser melhorado com uma equipe transdisciplinar coesa.

Quer saber mais sobre a preparação para a Cirurgia Bariátrica? Confira o Guia completo que preparamos. Clique aqui e baixe gratuitamente!

One comment on “O papel do endocrinologista na cirurgia bariátrica

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *