É possível emagrecer apenas com dieta e exercícios?

É possível emagrecer apenas com dieta e exercícios? | Instituto Sallet

Indiscutivelmente dieta e exercícios são a base para uma vida mais saudável, independentemente do peso do indivíduo. No entanto, dependendo do excesso de gordura corporal, esses hábitos isolados não bastam. É necessário, muitas vezes, outras intervenções como a cirurgia bariátrica.

Ter uma alimentação saudável e balanceada é o principal fator para ajudar a eliminar doenças, controlar o peso e ter mais qualidade de vida. Nesse contexto, aliar uma boa dieta à prática de exercícios físicos regulares pode potencializar ainda mais todos esses benefícios. Mas e nos casos em que essas mudanças não bastam para garantir a saúde e o bem-estar do paciente?

Neste artigo, descubra mais sobre situações nas quais pode ser necessário outro tipo de iniciativa além de dieta e exercícios físicos. Acompanhe a seguir.

Além de dieta e exercícios: quando é necessária uma intervenção cirúrgica?

Os candidatos à cirurgia de obesidade (ou cirurgia de redução do estômago) precisam ter um IMC classificado como obesidade classe II (35-39,99) com patologias associadas, ou obesidade classe III (maior que 40), isoladamente.

A obesidade está, geralmente, associada a questões genéticas, problemas psicológicos, transtornos alimentares, distúrbios hormonais, falta de atividade física e má alimentação.

Nessas situações, o risco está não apenas no sobrepeso, como também na possibilidade de se desencadear outros problemas como hipertensão, doenças cardiovasculares, colesterol alto, diabetes tipo 2, problemas respiratórios e até mesmo alguns tipos de câncer. E tal quadro, sobretudo em pacientes com obesidade mórbida, se não for tratado, eleva o risco de morte iminente.

Portanto, cada paciente deve ser observado individualmente para que seja identificado o melhor tratamento para o seu caso. De modo geral, existe uma grande ligação com hábitos alimentares ruins e sedentarismo. Entretanto, existem casos nos quais o tratamento com dieta, exercícios e modificações comportamentais não são suficientes. Nessas circunstâncias, o tratamento cirúrgico é o único método que resulta em perda de peso prolongada e reduz os riscos de complicações das doenças associadas à obesidade mórbida.

Cirurgia Bariátrica: uma alternativa de tratamento

A cirurgia recomendada para esse tipo de tratamento é conhecida como cirurgia bariátrica, que consiste em reduzir o tamanho do estômago e/ou intestino, com o objetivo de limitar a quantidade de comida que pode ser ingerida e/ou absorvida pelo paciente.

É importante saber que a cirurgia bariátrica não é um procedimento estético, mas sim um tratamento efetivo para uma doença crônica de difícil controle e com rápida evolução. Assim como em qualquer outra cirurgia, existem riscos ao realizá-la, ainda que sejam raros.

Por isso, é recomendado que você procure uma equipe médica especializada e preferencialmente com certificação internacional para determinar quais as ações específicas para a resolução de seu caso. Se envolver a cirurgia, o processo deve ser abordado pelo paciente e pela equipe em todas as fases: pré, peri e pós-operatório.

No Instituto de Medicina Sallet, que é Centro de Excelência em Cirurgia Bariátrica e Metabólica (Surgical Review Corporation- SRC), mais de 14 mil pacientes já foram submetidos ao tratamento cirúrgico com acesso videolaparoscópico e em 95% dos casos foram obtidos bons resultados, levando-se em consideração a diminuição de peso e a melhora ou remissão de doenças associadas.

Que tal compreender um pouco mais sobre nossa atuação nesse segmento? Para isso, confira o artigo que preparamos para você! 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *