Dicas para uma recuperação excepcional após a cirurgia de redução de estômago

Dicas para uma recuperacao excepcional apos a cirurgia de reducao de estomago - Instituto Sallet

Para tratar casos de obesidade a cirurgia de redução de estômago é uma alternativa bastante eficiente. Além de oferecer resultados positivos ao longo do tempo, a recuperação costuma contar com um pós-operatório descomplicado, desde que sejam tomados alguns cuidados.

Em geral, esse tipo de procedimento operatório é realizado em poucas horas. E, depois da sua realização, o paciente já acordado segue para a recuperação pós-anestésica.

Alguns pacientes podem ir direto para o quarto, a não ser em casos mais graves, em que a recomendação é permanecer as primeiras 24 horas na UTI – Unidade de Terapia Intensiva. Além disso, a internação hospitalar dura alguns dias.

Já em casa, é preciso se adaptar ao novo tamanho do estômago. Nesse sentido, é comum que tenha diarreia, náusea, vômito e dor no abdômen, mas todos os efeitos da recuperação são minimizados ao seguir as recomendações médicas.

E para saber quais são elas, continue lendo este artigo e confira as dicas para uma recuperação excepcional após a cirurgia de redução de estômago.

Alimentação adequada nos primeiros meses

Já que na cirurgia de redução de estômago o órgão sofre uma mudança de tamanho, as recomendações alimentares do pós-operatórios são extremamente importantes para uma recuperação excepcional. Entre elas, está a de ter uma dieta líquida nos primeiros 30 dias.

Após o primeiro mês, a dieta deve ser pastosa, sendo necessário ainda ser sempre variada, fracionada e constante. Para tanto, é fundamental o acompanhamento nutricional, para que esteja garantida a qualidade nutritiva do cardápio de todos os dias.

Dessa forma, na dieta líquida, o paciente pode beber sucos naturais de frutas e legumes, chás, sopas e caldos caseiros com proteína, bebida de soja, água de coco e manter a hidratação com água. As porções precisam ser pequenas e as refeições frequentes, totalizando de seis a oito.

Já com o início da dieta pastosa é possível adicionar ao cardápio os mingaus, cremes de legumes, purês de frutas, de leguminosas e proteínas, além das vitaminas de frutas. E mesmo depois desse período, deve-se ter uma dieta equilibrada para perder os quilos desejados.

Uso de suplementos alimentares vitamínicos

Outra recomendação médica bem comum para uma recuperação excepcional após a cirurgia de redução de estômago é fazer uso de suplementos vitamínicos. Eles ajudam a complementar a ingestão nutricional diária necessária de cada paciente.

Isso porque, além de comer menos, depois do procedimento cirúrgico, conforme a técnica usada, o organismo pode estar menos capacitado a fazer a absorção normal dos nutrientes. De qualquer forma, os suplementos devem ser prescritos pelo médico.

Práticas regulares de atividades físicas

Mais uma dica é fazer exercícios físicos, não só porque eles ajudam na perda de peso, promovendo resultados da cirurgia mais rápidos, mas também porque evitam a perda de massa magra. Do contrário, há redução da força muscular e da sensação de vitalidade.

Em alguns casos, o médico pode até mesmo indicar sessões de fisioterapia, para contribuir com as funções respiratórias e motoras. Os exercícios respiratórios, inclusive, devem ser feitos nos primeiros dias do pós-operatório, a fim de prevenir complicações respiratórias.

Realização dos exames necessários

Além dos cuidados que se deve ter no dia a dia, é importante que o indivíduo que passa pela cirurgia de redução de estômago tenha uma rotina de acompanhamento médico e de exames. No caso dos exames, eles ajudam a identificar como o organismo está reagindo às mudanças.

Dessa maneira, os exames servem para verificar os níveis de vitaminas, inclusive, as do complexo B, bem como dos minerais, entre eles, do cálcio. É preciso ainda fazer exame de glicemia e os que verificam a qualidade renal do paciente.

Assim, se houver deficiências nutricionais, são recomendados novos suplementos ou doses maiores, bem como mudanças na dieta, com o objetivo de corrigir os resultados. Há também os exames que avaliam as condições cardiovasculares, respiratórias e circulatórias.

Uso de remédios prescritos pelo médico

Os medicamentos também podem ser prescritos para o período pós-operatório. Entre eles, analgésicos para as dores e os antiácidos líquidos para reduzir a taxa de formação de úlceras no novo estômago. Porém, todos eles devem ser usados apenas com recomendação médica.

Dicas-para-uma-recuperacao-excepcional-apos-a-cirurgia-de-reducao-de-estomago-Instituto-Sallet-2

Acompanhamento multidisciplinar

Outra das dicas para uma recuperação excepcional após a cirurgia de redução de estômago é que o paciente tenha o acompanhamento de uma equipe multidisciplinar. Isso deve ser feito por meio de consultas regulares.

Afinal, mais do que mexer no sistema digestivo do paciente, a cirurgia de redução de estômago pode interferir em diferentes aspectos da sua vida. Até porque muitas pessoas que realizam o procedimento o fazem justamente para reduzir as chances de diabetes e doenças cardíacas.

Atendimento psicológico

Na equipe multidisciplinar, que deve atender os pacientes no pós-operatório, destaca-se a figura do psicólogo. Ele, até mesmo antes do procedimento ser realizado, já deve acompanhar o indivíduo.

Isso é importante pois, não raro, a obesidade está associada a distúrbios emocionais. Além disso, nessa fase de adaptação é preciso que o paciente tenha muita força de vontade para conseguir realizar as mudanças necessárias, como a de comer menos.

Há pessoas que até mesmo desistam de todos esses cuidados, por encontrarem muitas dificuldades, no entanto, isso só acontece se não houver o apoio adequado. Com o acompanhamento psicológico, portanto, ele se sente motivado a seguir em frente.

Quer saber mais sobre o pós-operatório da Cirurgia Bariátrica? Confira o Guia completo que preparamos. Clique aqui e baixe gratuitamente!

21 comments on “Dicas para uma recuperação excepcional após a cirurgia de redução de estômago

  1. Parabéns , muito boa a matéria , exatamente como foi passado pra mim no meu pré ,durante e pós operatório . Por isso minha recuperação está sendo ótima , me sentindo muito bem .

  2. Também fiz essa operação e estou em fase de recuperação, é certo que está a ser difícil mas tenho que conseguir alcançar o objetivo a que me propus.

  3. Excelente artigo! Estou me recuperando dessa cirurgia, não está sendo fácil pois viver apenas de líquidos não é tão agradável. Mas o importante é ter foco no seu objetivo. Tenho comigo que essa fase logo vai passar, e assim sigo firme no meu pós operatório.

  4. Gostaria de saber se o paciente pode opinar qndo a técnica a ser usada? Lógico q sei q a indicação é do cirurgião mas tenho muito medo do bypess

  5. Olá!

    Muitos pacientes, antes de uma avaliação médica, comentam sobre em querer escolher a técnica cirúrgica. A técnica é definida após uma avaliação bem criteriosa e que é apresentada ao paciente de forma transparente.

  6. Fiz o bypass a cerca de 3semanas,ainda estou na dieta líquida e perdi 10kilos.tendo eu 30anos acha que deveria ter perdido mais peso?E que por vezes estou 3dias sem evacuar

  7. Fiz bypass a cerca de 3semanas,ainda estou em dieta líquida e perdi 10kilos,tendo eu 30 anos,acha que a perda de peso e razoável ou devia ter perdido mais?E que por vezes estou 3dias sem evacuar

  8. Olá! Existe uma porcentagem relacionado à perda de peso no primeiro mês. Em relação ao funcionamento do intestino, o paciente deve passar com a equipe transdisciplinar para investigar. Entre em contato conosco para o agendamento do retorno.

  9. Olá! Existe uma porcentagem relacionado à perda de peso no primeiro mês. Em relação ao funcionamento do intestino, o paciente deve passar com a equipe transdisciplinar para investigar. Entre em contato conosco para o agendamento do retorno.

  10. Boa noite!!
    Sinto muita dores do lado esquerdo fisgada ,tem hora q tenho q deitar pq não aguento . Alumento cizudo tenti mastigar mas varia vezes vômito

  11. Olá, Silvana!

    Tudo bem?

    Agradecemos o seu contato.

    Havendo qualquer efeito diferente do que o médico lhe informou previamente, entre em contato com ele para que possa avaliar melhor o que ocorre.

    Estimamos que melhore!

    Atenciosamente,

    Equipe de Comunicação.

  12. Fiz a cirurgia baypass, a quatro dias atrás, dieta 100% líquida, 30 a 50 ml de 30 em 30 minutos, me sinto muito indisposto e com sono, sem vontade para nada. É normal, pois sempre fui muito ativo. Minha altura é 1,87, meu peso inicial era dê 138k. Perdi um kilo. Fico bastante estressado

  13. Olá, Michelle!

    Como vai?

    Agradecemos o seu contato!

    Essa indisposição que você pontuou não foge da normalidade da primeira semana pós cirúrgica. De qualquer forma, caso sinta necessidade, entre em contato com o seu médico para que ele possa dar um parecer sobre sua recuperação e assim, te deixar mais tranquilo.

    Atenciosamente,

    Equipe de Comunicação.

  14. Fui indicada para o bypass estou em processo pela equipe multidisciplinar mais tenho uma dúvida moro a 300 km da cidade onde farei a cirurgia e gostaria de saber se quando tiver alta do hospital poderei vim para casa normalmente pois não conheço ninguém nessa cidade pela qual irei operar

  15. Olá, Aline!

    Como vai?

    Agradecemos o seu contato.

    O mais indicado é aguardar a orientação da sua equipe.

    Em nosso protocolo, não recomendamos viagens aéreas antes de 30 e autorização para guiar antes de 15 dias.

    Atenciosamente,

    Equipe de Comunicação.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *