Conheça algumas contraindicações da cirurgia bariátrica

A obesidade, segundo a Organização Mundial de Saúde (OMS), é uma patologia caracterizada pelo excesso de gordura corporal em quantidade que determine prejuízos à saúde. E uma das maiores aliadas do emagrecimento de obesos é a cirurgia bariátrica, que diminui o estômago e, em alguns casos, desvia o trânsito intestinal, auxiliando na perda de peso de pessoas com IMC (Índice de Massa Corporal) alto.

O procedimento é indicado pela OMS para pacientes com IMC maior ou igual a 35 e que já tenham algumas doenças ou complicações na saúde devido ao sobrepeso. Contudo, essa intervenção cirúrgica tem as suas contraindicações, confira quais são elas.

Pacientes menores de 16 anos

A obesidade na infância e adolescência pode existir, porém, mesmo que necessite de tratamento para emagrecer, a cirurgia bariátrica não é aconselhada para menores de 16 anos, sendo uma das contraindicações dessa cirurgia.

A principal razão é que o jovem ainda está com seu corpo em desenvolvimento, sendo mais aconselhado que se aguarde sua maturação óssea e sexual.

Doenças genéticas

Outra contraindicação da cirurgia bariátrica é a presença de algumas doenças genéticas que possam causar problemas na realização do procedimento. Assim, é essencial verificar com o seu médico quais são os exames necessários para o diagnóstico de tais doenças e a possibilidade de fazer ou não a cirurgia.

Transtornos psiquiátricos

Pacientes que tenham algum transtorno psiquiátrico também podem não se beneficiar com a indicação de cirurgia bariátrica, ainda mais em casos de transtornos não tratados ou controlados. Entretanto, trata-se de uma restrição relativa.

A depressão, síndrome do pânico e ansiedade são exemplos de possíveis contraindicações para realizar o procedimento cirúrgico. É bom lembrar que o psiquiatra deve avaliar cada caso e decidir sobre eles, sempre considerando se o paciente tem ou não condições de compreender e seguir as recomendações necessárias no pré e pós-operatório.

Gravidez

Mulheres que desejam engravidar devem estar cientes que o tempo mínimo para engravidar é de 15 a 18 meses após a realização da cirurgia. Isso acontece porque a cirurgia de redução de estômago estimula grandes mudanças no organismo, causando problemas na absorção dos nutrientes a curto prazo e, com isso, a falta de nutrição para o feto – o que pode ocasionar até má-formação no bebê.

Vícios

Pacientes que tenham vícios em bebida alcoólica ou drogas ilícitas também são casos de contraindicações da cirurgia bariátrica. Os principais motivos são a falta de controle do vício após a cirurgia, que pode causar dificuldades em seguir as recomendações para que o pós-operatório seja realizado corretamente.

Além disso, o organismo do paciente após realizar a bariátrica fica mais frágil, não sendo indicado o uso de substâncias nocivas ao corpo.

 

É sempre bom lembrar que a cirurgia bariátrica necessita de empenho do paciente, tempo de recuperação e sério acompanhamento de equipe de especialistas. Por isso, se deseja realizar a cirurgia bariátrica, o ideal é procurar um profissional capacitado, que possua equipe transdisciplinar completa, e esclarecer todas as suas dúvidas para você entender se ela é ou não uma boa opção para você!

Agora que já conhece algumas contraindicações da cirurgia bariátrica, aproveite e leia o artigo “Cirurgias de redução de estômago: riscos e benefícios”!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *