Como funciona e qual a importância do exame de bioimpedância

Como funciona e qual a importância do exame de bioimpedância | Sallet

Você já ouviu falar em exame de bioimpedância? Trata-se de uma análise para avaliar a composição corporal, com base na quantidade aproximada de músculos, ossos e gorduras do corpo. Seus resultados ajudam também no diagnóstico de fatores de risco nutricional, a fim de possibilitar a prevenção de doenças.

Neste artigo, saiba mais sobre o exame, suas finalidades e sua importância para quem irá submeter-se a uma cirurgia bariátrica. Acompanhe a seguir.

Para o que serve e como funciona o exame de bioimpedância?

Muito solicitado em academias e pelos nutricionistas para auxiliar no diagnóstico geral de saúde, o exame de bioimpedância avalia a composição corporal do organismo, a fim de identificar ganhos ou perdas de acordo com o plano de treino ou da dieta.

O exame de bioimpedância é realizado em balanças especiais, como Tanita ou Omron, que possuem placas de metal capazes de conduzir uma corrente elétrica, muito leve e fraca, que atravessa todo o corpo. Levando em consideração que a água é o único elemento do nosso corpo que possui eletricidade, pode-se medir sua impedância.

O resultado da impedância possibilita identificar não só o volume exato de água existente no organismo, como também calcular com exatidão a quantidade de músculos, gorduras e, inclusive, as calorias que o corpo queima ao longo do dia, com base em idade, altura, sexo e atividades físicas.

Para os pacientes que serão submetidos à cirurgia bariátrica, realizar o exame de bioimpedância antes do procedimento é fundamental a fim de medir a massa corpórea. Depois do processo cirúrgico, a realização periódica da avaliação também se faz necessária.

Sobre a preparação para o exame de bioimpedância

O exame pode ser feito em clínicas estéticas ou em consultórios que dispõem do equipamento. Para garantir resultados precisos, é necessário tomar alguns cuidados, tais como:

  • Evitar comer e tomar café nas quatro horas anteriores.
  • Não ingerir bebida alcoólica nas 24 horas anteriores.
  • Beber de 2 a 4 copos de água duas horas antes do exame.
  • Não passar creme nos pés ou nas mãos.
  • Urinar 30 minutos antes do procedimento.
  • Usar peças de roupas leves para ajudar na precisão do resultado.
  • Não frequentar saunas durante as 12 horas que antecedem o exame.

Além desses cuidados, outros podem ser solicitados por seu médico. É importante lembrar de que se deve cumprir em totalidade os requisitos preparatórios para realização do exame de bioimpedância para que ele, de fato, seja preciso.

De modo geral, não há restrições para realização do exame, exceto para pessoas com pinos, placas metálicas e gestantes.

Exame de bioimpedância x IMC para tratamentos de obesidade

Por fim, cabe ressaltar que exame de bioimpedância não é o mesmo que cálculo de IMC. Este último, apesar de ser utilizado e válido para avaliar e ajudar a definir tratamentos para a obesidade, sendo, inclusive, recomendado pela Organização Mundial de Saúde, não mede a composição corporal do organismo. 

Neste caso, mulheres que apresentem na bioimpedância porcentagem corporal de gordura a partir de 41% já podem ser consideradas obesas. Para o público masculino, esse percentual é de 29%.

Caso você pense em realizar uma cirurgia bariátrica ou já tenha o seu procedimento agendado, baixe nosso guia prático e saiba mais sobre todos os exames e cuidados necessários para garantir os benefícios trazidos pelo processo cirúrgico.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *