Como é feita a escolha do tipo de cirurgia bariátrica ideal?

Como é feita a escolha do tipo de cirurgia bariátrica ideal?

Conhecida como uma das condições de saúde mais prevalentes do século XXI, a obesidade é um problema muito grave para a saúde do paciente e que, inclusive, pode desencadear ou agravar outras doenças. Nos casos mais complicados, quando a mudança de hábitos já não é mais o suficiente, é indicado algum tipo de cirurgia bariátrica.

Neste artigo, saiba mais sobre o processo de escolha da técnica de cirurgia bariátrica ideal para os diferentes casos e necessidades. Acompanhe a seguir.

A importância da avaliação médica e transdisciplinar pré-operatória para a escolha da técnica de cirurgia bariátrica ideal

De forma geral, independentemente do tipo de cirurgia bariátrica, o procedimento é considerado uma alternativa segura, embora de alta complexidade,  para o tratamento da obesidade e das doenças relacionadas a essa condição. O cirurgião bariátrico juntamente com a equipe transdisciplinar especializada definirão se a cirurgia é ou não necessária para o paciente.

O procedimento é indicado para pessoas com índice de massa corporal (IMC) maior ou igual a 40; ou entre 35 e 40, para indivíduos que comprovem  por exames a presença de doenças associadas como diabetes, hipertensão arterial, doenças cardiovasculares, apneia do sono, dislipidemia ou outras.

Submeter-se a um bom preparo pré-operatório com equipe transdisciplinar (psicólogos, nutricionistas, endocrinologistas, preparadores físicos e outros) possibilitará a definição da escolha da técnica cirúrgica ideal de forma individualizada e consequentemente, aumentará as chances de bom resultados em médio e longo prazo, tendo em vista maior entendimento e adesão do paciente às mudanças comportamentais propostas pela intervenção cirúrgica. Nesta fase, exames serão realizados, haverá adequação alimentar com vistas à perda de peso para alguns pacientes, correção de eventuais carências nutricionais, abordagem a questões emocionais como auto-estima, transtornos psicológicos e alimentares e introdução à prática de atividade física regular mesmo que de baixa intensidade. 

Qual é o tipo de cirurgia bariátrica ideal?

 

O Conselho Federal de Medicina (CFM) regulou quatro tipos de técnicas cirúrgicas diferentes, são elas:

1. Gastroplastia em Y de Roux (GYR) ou Bypass Gástrico

O Bypass Gástrico corresponde a 75% dos procedimentos realizados. A técnica consiste em construir um novo estômago com cerca de 50 ml e desviar o intestino tornando-o cerca de 1 metro mais curto. Desta maneira, a quantidade de alimentos ingeridos e absorvidos é menor. O procedimento aumenta, também, o nível de hormônios que dão saciedade e diminuem a fome. Com a perda de peso, as doenças associadas apresentam rápidas melhoras ou remissão. 

2. Gastrectomia vertical ou Sleeve Gastrectomia (GV)

O sleeve é um procedimento bariátrico que consiste na construção de um novo estômago em forma de tubo fino através da remoção de 70 a 80% do estômago original, o que restringirá a ingestão alimentar. Apresenta, também, um controle hormonal da fome por reduzir a produção de grelina. Por não excluir parte do intestino do trânsito alimentar não haverá nenhum grau de disabsorção. 

3. Derivação Bileopancreática (DBP)

Apesar de garantir maior perda de peso, a Derivação Bileopancreática é considerada bastante complexa e espoliativa, raramente indicada. 85% do estômago é retirado e um grande desvio intestinal é realizado, fazendo com que ocorra intensa disabsorcão de nutrientes, desnutrição e quadros diarreicos de alta intensidade. 

4. Banda gástrica ajustável

Representa menos de 2% dos procedimentos realizados no Brasil e consiste na colocação de uma prótese de silicone em forma de anel em volta da parte proximal (de cima) do estômago, de modo a causar um estreitamento no estômago e criar um reservatório de pequena capacidade, cerca de 30 ml. A ingestão de alimentos preenche rapidamente este reservatório do estômago e faz com que o paciente sinta-se satisfeito e pare de comer. O grau de estreitamento do estômago pode ser ajustável (regulado) no pós-operatório com a injeção de líquido no reservatório da banda localizado embaixo da pele do paciente. Assim, o estreitamento do estômago pode ser ampliado ou reduzido, conforme a quantidade de alimentos que o paciente seja capaz de ingerir.

A opção pelo tipo de cirurgia bariátrica ideal será feita pelo cirurgião bariátrico e sua equipe transdisciplinar, levando em conta o histórico e as necessidades do paciente. Por exemplo, para aquele que precisa perder muito peso, um procedimento mais invasivo poderá ser recomendado. No entanto, se o paciente tiver uma idade avançada ou apresentar um quadro de risco mais elevado, a escolha poderá ser outra. 

Portanto, diversas variáveis serão analisadas pela equipe transdisciplinar a fim de oferecer a melhor e menos arriscada solução para cada caso em específico.

Para saber mais sobre os tipos de cirurgia bariátrica e os cuidados necessários para a realização do procedimento, conheça o trabalho do Instituto de Medicina Sallet. Somos especialistas no assunto e estamos prontos para ajudá-lo!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *