Exercícios físicos no pós-bariátrica: caminhada x musculação

caminhada_x_musculacao

Praticar exercícios físicos é sempre algo desafiador, especialmente, para quem acabou de realizar uma cirurgia bariátrica. Além de acelerar os resultados do procedimento, as atividades físicas no pós-operatório são fundamentais para a plena recuperação da cirurgia.

Mas a rotina de exercícios deve respeitar essa fase e precisa ser acompanhada de perto por profissionais de educação física qualificados.

Mesmo antes da cirurgia, a adoção de um programa de exercícios é imprescindível para preparar o corpo a fim de diminuir os riscos de complicações pós-operatórias e facilitar a recuperação. A prática precisa ser adequada a cada fase do tratamento e incorporada à rotina do paciente para evitar recorrência da obesidade e o reganho de peso.

Mas você sabe quais exercícios físicos são indicados para pacientes bariátricos? Neste artigo, falaremos sobre as práticas mais indicadas para quem realiza uma cirurgia bariátrica. Acompanhe!

A caminhada é um exercício físico indicado para o paciente bariátrico?

De maneira geral, a caminhada oferece diversos benefícios para a saúde e bem-estar, a começar pelo ganho de energia, aumenta a disposição e ajuda também na diminuição do estresse.

Por ser um exercício físico fácil e simples de realizar, a caminhada está entre as atividades mais indicadas para pacientes bariátricos, tanto no pré, quanto no pós-operatório. E ela pode ser realizada na academia, ao ar livre, em qualquer lugar, em grupo ou individual.

Para otimizar os ganhos, é importante utilizar algumas variações nesse exercício, como, por exemplo, alternar a velocidade das passadas ou caminhar por terrenos com diferentes desníveis.

Outras opções são subir ou descer ladeiras, escadarias, contar passos e, mais importante do que qualquer outra coisa, aliar hábitos alimentares com essa prática esportiva.

No entanto, para o paciente bariátrico, a caminhada não deve ser vista como o único exercício físico. Ela será importante para manter o condicionamento e a otimização cardiovascular, porém trata-se de um exercício complementar.

Por que a musculação é um exercício físico tão importante para o paciente bariátrico?

A musculação é um exercício físico amplamente relacionado ao ganho de massa muscular. Perder gordura e ganhar massa magra estão entre os principais objetivos de quem pratica essa modalidade.

Por ser uma atividade física que engloba força e resistência, a musculação é uma ótima opção no período pós-cirúrgico. Com acompanhamento profissional e respeitando os limites individuais, a musculação auxiliará o paciente a fortalecer articulações, como joelhos e coluna, sobrecarregados pelo sobrepeso. Além disso, a prática de exercícios com carga favorece o tônus muscular, permitindo melhor recuperação no pós-cirúrgico.

A musculação é indicada desde antes da bariátrica, pois auxilia na preparação do corpo para o impacto que ocorrerá com a cirurgia.

Em qualquer dos casos, é indispensável seguir as orientações da equipe transdisciplinar. Será elaborado um programa específico para as necessidades do paciente bariátrico, de modo que a prática possa ser realmente segura, benéfica e, principalmente, prazerosa.

Em quanto tempo o paciente pode praticar exercícios físicos após a cirurgia bariátrica?

Cada paciente receberá uma orientação individualizada da equipe que o está acompanhando. Mas, de maneira geral, é liberado que ele faça caminhadas leves desde os primeiros dias após a cirurgia. Isso evitará complicações inflamatórias, retenção de líquidos e auxiliará na recuperação.
Após 30 dias da cirurgia e liberação do cirurgião, o paciente pode iniciar atividades de musculação ou exercícios funcionais com restrições: nesta fase, NÃO deve realizar exercícios abdominais, nem aqueles que envolvam a região abdominal (CORE), como o leg press e agachamentos. Exercícios aeróbios moderados como caminhadas, bike, elíptica devem ser executados por, no máximo, 15 minutos. Nessa fase, é importante realizar exercícios de fortalecimento muscular.
Após 60 dias, o paciente deverá realizar exercícios de fortalecimento muscular, preferencialmente. Poderá realizar exercícios abdominais leves nos aparelhos, para diminuir a sobrecarga. Os exercícios aeróbios estão permitidos por, no máximo, 20 minutos.
Após seis meses de cirurgia, o paciente está liberado para todos exercícios de musculação, exercícios funcionais, dança, hidroginástica, natação. Exercícios aeróbios ainda devem permanecer limitados a 30 minutos diários.

Cabe ressaltar que seguir as orientações da equipe transdisciplinar e adotar uma rotina diária de atividades físicas é fundamental para evitar o reganho de peso pós-cirurgia e manter a qualidade de vida e saúde do paciente.

Para saber mais, agende uma consulta e avalie sua composição corporal por meio da bioimpedância ou Styku. Identifique ganhos ou perdas de acordo com seu plano de treino ou da sua dieta. Aguardamos seu contato!