A importância do acompanhamento psicológico no tratamento da obesidade

A importância do acompanhamento psicológico no tratamento da obesidade

São tantas informações, novos hábitos, mudança na rotina, na alimentação…uma nova vida! Toda essa transformação, que acontece não só no corpo, mas principalmente na mente, precisa ser compreendida e aceita pelo paciente que está buscando soluções para lidar com a obesidade. Para isso, é extremamente importante o acompanhamento psicológico no tratamento da obesidade, como veremos a seguir.

Por que é importante o acompanhamento psicológico no tratamento da obesidade?

O sucesso no tratamento da obesidade começa assim que o paciente deseja mudar de vida. Nesse processo, o cuidado psicológico é fundamental para que os benefícios sejam realmente sentidos e mantidos.

Independentemente de qual seja o tratamento indicado para obesidade, o psicólogo exerce papel crucial nessa jornada. Levando em consideração avaliar a condição emocional do paciente, o que ele espera do procedimento ou da cirurgia, como deve ser a sua nova vida e todas as mudanças de hábito que afetam diretamente o corpo, a mente e o emocional da pessoa.

Por falar em novos hábitos, questões relacionadas ao impulso alimentar e à fome também estão diretamente ligadas ao acompanhamento psicológico. Pacientes obesos muitas vezes não conseguem controlar a compulsão alimentar, já que essa é vista como uma tentativa de resolver angústias e outras fraquezas ou desafios. Mecanismos compensatórios, como o alcoolismo e outros vícios, também podem surgir nesse percurso.

Outro conflito comum são as expectativas irreais quanto ao tratamento e a frustração, quase que inevitável, quando o paciente acredita que o processo e o possível emagrecimento serão a solução definitiva para os mais diversos problemas da sua vida.

Quanto às questões estéticas, muitas pessoas se sentem expostas, o que faz com que conflitos sexuais também possam aparecer. Sentimentos de inveja, ciúme e competição que, em alguns casos, são encobertos pela obesidade, podem passar a existir e precisam ser trabalhados por meio do acompanhamento psicológico no tratamento da obesidade.

É importante entender que cada indivíduo vai expressar sentimentos e interesses diferentes. Momentos de raiva, culpa, frustração, sensação de abandono, insegurança e outras reações são comuns antes, durante e depois do tratamento. Por isso, além do psicólogo, um apoio da rede de contatos próxima, incluindo familiares, amigos e colegas, é imprescindível para o sucesso e a motivação desse paciente.

Atendimento multidisciplinar com acompanhamento psicológico no tratamento da obesidade

Saúde em dia, corpo e mente alinhados. Essa é a principal missão do tratamento contra obesidade. E a equipe multidisciplinar tem muita responsabilidade nisso.

Cabe à equipe multidisciplinar motivar, tirar dúvidas e dar todo o suporte necessário para o paciente a partir do momento em que ele resolve dar um novo passo em sua vida.

Cirurgião, endocrinologista, nutricionista, psicólogo e outros profissionais, juntamente com o apoio da família, farão com que o processo seja menos difícil, mais prazeroso e mais saudável ao paciente.

Lembre-se de que o emagrecimento para pessoas obesas significa muito mais do que a perda de peso – trata-se de uma tentativa de mudança de vida, de ser visto como uma pessoa “normal” e realmente se sentir assim. Mas, apesar dessa transformação ser muito desejada, é um processo que requer paciência, cuidado e apoio. E, para isso, como vimos, o acompanhamento psicológico no tratamento da obesidade é muito importante.

Para continuar aprendendo sobre esse viés tão importante no processo de emagrecimento, leia o artigo que preparamos sobre os aspectos psicológicos da cirurgia bariátrica: pré e pós-operatório e saiba mais sobre o assunto.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *