5 fatos que você deve conhecer sobre as doenças relacionadas à obesidade

Saiba mais sobre as doenças relacionadas à obesidade e como lidar com esse problema.

A Organização Mundial de Saúde (OMS) define uma pessoa como obesa quando seu Índice de Massa Corporal (IMC) é maior ou igual a 30 kg/m². Conforme dados do Ministério da Saúde, o número de obesos no Brasil aumentou três vezes desde 1975. E um dos riscos associados a isso são as doenças relacionadas à obesidade.

Entre essas enfermidades, estão diabetes tipo 2, Acidente Vascular Cerebral (AVC), hipertensão, problemas cardiovasculares e diferentes tipos de câncer.

Continue a leitura para saber mais sobre as doenças relacionadas à obesidade e como a cirurgia bariátrica pode ajudar a controlá-las.

  • 1. Covid-19 é uma das doenças relacionadas à obesidade
    O novo coronavírus pode representar maior ameaça para quem apresenta doenças crônicas, incluindo a obesidade e outros problemas associados a ela (como a hipertensão).

Por isso, encaixaram-se no grupo de risco de Covid-19 pessoas obesas, que apresentam mais chances de desenvolverem complicações mais agravadas em razão do novo coronavírus.

Um estudo de caso internacional, inclusive, sugeriu que os riscos de hospitalização, admissão em unidade de terapia intensiva (UTI), ventilação mecânica invasiva e óbito são maiores com o aumento do IMC do paciente.

  • 2. Doenças articulares podem surgir em pacientes obesos
    A inflamação e as cargas excessivas nas articulações provocadas pela obesidade são vias comumente consideradas como causadoras ou agravadoras de doenças articulares.

Um dos impactos mais significativos da obesidade no sistema musculoesquelético está associado à osteoartrite ou artrose, um distúrbio articular degenerativo incapacitante caracterizado por dor, diminuição da mobilidade e impacto negativo na qualidade de vida do paciente.

  • 3. Há 25 comorbidades para recomendação de cirurgia bariátrica
    As comorbidades ocorrem quando um paciente apresenta uma doença em conjunto com outra. Por exemplo, obesidade e hipertensão ou obesidade e diabetes.

Conforme a Resolução nº 2.131/15 do Conselho Federal de Medicina (CFM), atualmente há 25 comorbidades aceitas para recomendação da cirurgia bariátrica, permitindo que os pacientes que apresentam essas doenças e se encaixam nos critérios possam se beneficiar da realização desse tipo de procedimento cirúrgico.

Essas doenças incluem: apneia do sono, infarto de miorcárdio, fibrilação atrial, asma grave não controlada, diabetes, hipertensão, hérnia de disco,insuficiência cardíaca congestiva, entre outras.

  • 4. A cirurgia bariátrica pode facilitar a remissão da hipertensão e o controle de diabetes tipo 2
    Outra das doenças relacionadas à obesidade é a hipertensão. A boa notícia é que, ao fazer a cirurgia bariátrica, o paciente poderá apresentar remissão também nesse quadro.

De acordo com um estudo, mais de 40% dos pacientes com hipertensão que realizaram o procedimento cirúrgico tiveram seu quadro de pressão alta controlado, sem precisarem utilizar medicamentos para isso.

Além disso, a cirurgia bariátrica também pode ajudar no controle do diabetes tipo 2. Isso se dá, entre outras coisas, porque com o emagrecimento reduzem-se as substâncias inflamatórias que fazem o bloqueio da ação da insulina nas células, permitindo que o açúcar seja diminuído na corrente sanguínea e a insulina aja mais assertivamente.

  • 5. Mudança de estilo de vida também é fundamental
    Mesmo que o paciente faça uma cirurgia bariátrica, é fundamental manter um estilo de vida mais equilibrado — não apenas para evitar o reganho de peso como também as doenças associadas à obesidade.

Por isso, é indispensável seguir as orientações feitas pela equipe multidisciplinar que acompanha o paciente, que incluem mudanças na dieta alimentar e prática regular de exercícios físicos.

Para saber mais sobre as doenças relacionadas à obesidade e as opções de tratamento, agende uma avaliação com os especialistas do Instituto de Medicina Sallet!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *